Carolyn Davidson, criadora do logotipo da Nike, recebeu apenas US$35 pelo trabalho.

Reconhecida mundialmente, a Nike é uma empresa de calçados, equipamentos desportivos, roupas, e acessórios fundada em 1964, por Bill Bowerman e Phillip Knight. Hoje, é considerada a marca de roupas mais valiosa de todo o mundo segundo o ranking BrandZ da consultoria Millward Brown, avaliada em 37.472 bilhões de dólares. Grande parte de seu sucesso está associada ao logotipo da empresa, o famoso “Swoosh”. Mas você sabe como o logotipo foi criado e quem o criou?

Carolyn Davidson era estudante da Universidade Estadual de Portland, onde Knight, cofundador da marca, era professor assistente em contabilidade. Knight dirigia, ao lado do campus, uma loja chamada Blue Ribbon Sports, que seria a precursora da Nike.

Em uma conversa casual com um amigo, no Departamento de Design Gráfico da universidade, Davidson contava que não teria dinheiro suficiente para fazer uma aula de pintura à óleo. Foi quando Knight ouviu a conversa e se aproximou e perguntou à Carolyn se ela gostaria de realizar alguns trabalhos gráficos para a Blue Ribbon Sports, oferecendo-lhe a quantia de apenas 2 dólares por hora de trabalho. A estudante aceitou a proposta e durante algum tempo realizou diversos trabalhos para a loja que Knight dirigia, realizando gráficos e pequenas peças gráficas.

Alguns anos depois, Knight decidiu então que era hora de levar seus negócios à frente e pediu que a estudante criasse uma “faixa”, nome dado à época para os logotipos que eram colocados nos tênis esportivos. A ideia era parar de revender produtos de fora e começar a produzir tênis de qualidade com uma marca diferenciada.

Davidson pesquisou, rascunhou e trabalhou durante quase três semanas para conseguir entregar dentro do prazo instituído pelo empresário o logotipo que seria, anos depois, reconhecido como uma das maiores marcas já criadas até hoje.

Carolyn trabalhou um tempo estimado de 17,5 horas e recebeu apenas 35 dólares pelo trabalho. Ela apresentou pelo menos 5 propostas de logotipo para Knight e outros dois sócios. A princípio, a marca não foi bem aceita, mas uma frase marcou sua aprovação: “Eu não adoro, mas eu acho Crescerá em mim”. Foi assim que o ainda presidente da marca representou o que sentia pelo logotipo criado pela estudante.

Após se formar, Davidson recebeu um emprego na Nike e por lá ficou até o ano de 1975. O sucesso da empresa ajudou-a a conseguir bons clientes e marcar seu nome como um dos grandes nomes do design gráfico.

Carolyn mostra que, nem sempre, o segredo de uma marca são investimentos milionários e desenvolvimentos técnicos demais. A Nike é o exemplo de como algo simples pode se tornar gigante e visualmente significante.